quinta-feira, 23 de maio de 2013

A "estranha" constelação de Orion





Orionte (mais conhecido apenas como Orion, na Astronomia) é considerado um destacado grupo de estrelas desde há muitos anos. Os caldeus chamavam-lhe Tammuz.
Diz a lenda que existiu na Grécia um valente caçador que se chamava Órion. Filho de Neptuno e da ninfa Euriale, era um gigante dotado de uma grande força e de uma incrível habilidade no manejo do arco. A humildade, porém, não fazia parte de seus atributos?
Certa feita, Órion gabou-se de que, se quisesse, seria capaz de exterminar todos os animais da Terra, o que certamente enfureceu a deusa Gaia. Ela, a protetora da Terra e de todos os seus habitantes, enviou um escorpião que pôs fim aos planos arrogantes do caçador.

Segundo outra lenda, Artemísia, deusa da Lua e da caça enamorou-se desse gigante e grande caçador, deixando de cumprir o seu trabalho, que era iluminar o céu noturno.
O seu irmão gémeo, Apolo, vendo que Orionte nadava para o mar, desafiou a sua irmã a disparar contra aquilo que não era mais do que um ponto entre as ondas. Sem saber que se tratava de Orionte, Artemísia disparou uma flecha e matou-o.


Mais tarde, quando o corpo de Orionte foi devolvido à costa, viu o que tinha feito. Desconsolada, colocou o seu corpo no céu, junto com os seus cães de caça. O seu remorso explica porque é que a Lua nos olha tão triste e friamente.
Há outras versões para a lenda de Órion, assim como há outras lendas, vindas de outras culturas - Os egípcios de outrora nos contam do deus Osíris, enganado, aprisionado e esquartejado por seu irmão Seth. Revivido pela esposa Ísis, Osíris fixou-se no céu, em forma de constelação.
Os sumérios enalteciam as façanhas de Gilgamesh, também chamado "O Esquecido". Também um gigante, Gilgamesh enfrentou bravamente o touro Gutanama, auxiliado por seu companheiro Enkidu. Resistiu ao assédio da deusa Ishtar e atravessou o mundo conhecido em busca de Utnapishtim, o único sobrevivente do Grande Dilúvio. Suas proezas são contadas na Epopéia de Gilgamesh, possivelmente o livro mais antigo do mundo.
Na Escandinávia, o gigante chamava-se Ymir, e era feito de gelo. À medida que derretia, o lento gotejar ia formando as coisas do mundo. Os chineses lembravam os feitos de Tsan, o supremo comandante, enquanto no Brasil pré-colonizado, existia a figura de Zilikawai, o grande homem.
Mas o que todos esses personagens tem em comum ? Órion, Osíris, Gilgamesh, Ymir, Tsan e Zilikawai estão todos presentes no céu, representados pela mesma constelação, não por acaso chamada Órion. 



quinta-feira, 16 de maio de 2013

Nossa origem extraterrestre?

mistério do DNA: uma sequência indecifrada de genes guarda o segredo da origem da espécie humana. O Projeto Genoma foi além do esperado e os cientistas estão perplexos com a descoberta de material genético que não pertence ao planeta Terra. A descoberta confere um tom a mais de credibilidade às hipóteses da origem humana como resultado de colonização da Terra realizada por viajantes cósmicos, que vieram "dos céus", como nos relatos mitológicos de culturas antigas de todo o mundo.
... Em outras palavaras, nossas origens extraterrestres será confirmada cientificamente, e isso abalara muito a religião.


Kepler, o planeta na zona habitável.

Conhecem o Kepler-22b ? 

Kepler-22b é o primeiro exoplaneta confirmado que orbita na zona habitável de uma estrela semelhante ao Sol, de acordo com a Sonda Espacial Kepler da NASA. A descoberta foi anunciada em 5 de dezembro de 2011. Está a 600 anos-luz de distância da Terra, tem 2,4 vezes o raio da Terra e orbita a estrela classe G Kepler-22 a cada 289 dias.
Até agora, sua massa e a composição de sua superfície permanecem desconhecidas. Se o planeta tiver uma densidade semelhante à da Terra, então a massa será de aproximadamente 13,8 (2,43) Terras, enquanto sua gravidade na superfície será de 2,4 vezes a da Terra. A distância de Kepler-22b para sua estrela é cerca de 15% menor que a distância da Terra ao Sol. Sua órbita possui cerca de 85% da largura da órbita da Terra.
A produção de luz da estrela de Kepler-22b é cerca de 25% menor que a do Sol. A combinação de uma menor distância de sua estrela e uma menor produção de luz da estrela é consistente com uma temperatura moderada na superfície do planeta. Cientistas estimam que a temperatura média na superfície do planeta seja de aproximadamente 22 ºC (72 ºF).



Suástica, porque Hitler a usava ??



Por que Hitler usava a Suástica e o estranho comprimento nazista?


A suástica ou cruz gamada é um símbolo místico encontrado em muitas culturas em tempos diferentes, dos índios Hopi (no qual se acreditavam ser descendentes dos deuses) aos Astecas, dos Celtas aos Budistas, dos Gregos aos Hindus. Ela foi usada por Hitler para simbolizar, no partido Nazista, como um símbolo de racismo e vangloria representando uma raça denominada raça Ariana. Os arianos eram uma tribo ou grupos étnicos que povoou a península da índia pro volta de 1500. a.C.De acordo com Helena Blavatksy na Doutrina Secreta (1888) os Arianos foram a quinta raça raiz da Terra segundo os seus guias espirituais do plano astral. Esses guias que se comunicaram com helena eram nada mais que Extraterrestres ou até mesmo espíritos da antiga civilização Atlântida que foi destruída pelo grande dilúvio em 11000 a,C.
No entanto a cruz Suástica é um símbolo (yantra) conhecido a mais de 5.000 anos e é considerada sagrada, representando equilíbrio, expansão e evolução do universo e de grande magnetismo, conhecida como Lot'chu, constando no I ching.

A saudação Nazista com o braço direito estendido para frente com um sinal de amizade. Seria este o sinal dos Extraterretres quando viram os humanos pela primeira vez?

Ganesha, o Deus indiano mais cultuado, filho de Shiva e Shakti, o que afasta os empecilhos, protetor dos negociantes, tem a suástica desenhada na palma de sua mão (Abaya Mudra). Shiva também usa este yantra; assim como, em vários templos na Índia o vemos desenhado na porta de entrada.

Há um milhão de anos atrás existia o único continente no mundo, uma terra com regras, sem guerras e sem fome, com harmonia, alta tecnologia um paraíso na terra. Existiam naves exuberantes, um alto conselho, dois vulcões gêmeos, chamados de Atlas..., no centro da ilha estava situado a primeira pirâmide do mundo, revestida de granito no qual em seu cume existia outra pirâmide de cristal usada para canalizar a energia cósmica. Existiam escolas, templos, palácios e jardins. Mas os habitantes do continente –ilha foram se auto destruindo e sem perceber acabaram provocando a ira daqueles que os ajudaram a desenvolver sua civilização, pois o homem usou a tecnologia de forma inadequada ou ate mesmo abusou exageradamente de seus recursos fazendo com que todo o planeta se sucumbisse em água. Esse foi o grande dilúvio que fora retratado em todas as culturas do mundo.

terça-feira, 14 de maio de 2013

Ex Ministro do Canada diz " eles existem e trabalham com o governo norte americano"


Há ETs vivos na Terra neste momento, e pelo menos dois deles provavelmente trabalham com o governo dos Estados Unidos.” A declaração do ex-ministro da Defesa do Canadá Paul Hellyer, 89 anos, foi feita durante uma audiência pública sobre a existência de vida extraterrestre realizada em Washington, D.C. Diversos ex-senadores e membros da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos ouviram depoimentos de especialistas e testemunhas entre os dias 29 de abril e 3 de maio.
Paul Hellyer é um conhecido defensor da existência de extraterrestres. Em 2005, ele declarou abertamente que acredita em UFOs (objetos voadores não identificados), o que gerou grande repercussão no Canadá. Como ministro da Defesa Nacional canadense, em 1963, Hellyer foi responsável pela controversa integração entre o Comando Marítimo das Forças (Marinha), o Comando das Forças Terrestres Canadenses (Exército) e a Força Aérea Real do Canadá (Aeronáutica) em uma única organização: as Forças Armadas Canadenses. 
Hellyer é o mais antigo membro do Conselho Privado da Rainha para o Canadá - que funciona como uma espécie de gabinete ministerial na monarquia constitucional do país. Ele afirma que passou a acreditar em óvnis quando teve uma experiência com sua mulher e amigos durante uma noite. Apesar de não ter levado muito em consideração quando viu o UFO, segundo seu relato, ele disse que manteve a cabeça aberta e passou a tratar o assunto - pelo qual se interessou há cerca de 10 anos - com seriedade.
“UFOs são tão reais quanto os aviões que voam sobre as nossas cabeças", afirmou o político canadense no segundo dia de audiência (confira o vídeo, em inglês).
Ele fez parte de um grupo de 40 pesquisadores internacionais e testemunhas - entre militares e cientistas - que testemunharam suas experiências extraterrestres diante de seis ex-membros do Congresso americano na audiência pública não governamental encerrada na semana passada.
O ex-ministro da Defesa canadense afirmou ainda que investigações apontaram a existência de "pelo menos quatro espécies (extraterrestres) que têm visitado a Terra há milhares de anos" - com o que ele concorda. Houve também declarações sobre como diversos presidentes dos Estados Unidos demonstraram grande interesse sobre óvnis e, em alguns casos, tentaram sem sucesso obter informações específicas sobre a veracidade de casos extraterrestres. 


segunda-feira, 6 de maio de 2013

Pesquisadores chineses criam super-gripe mutante

Pesquisadores chineses criam super-gripe mutante

Embora muita gente sem dúvida não considere isso, digamos, uma "boa ideia", um grupo de pesquisadores chineses resolveu criar variáveis letais do vírus da gripe.
Vírus podem tornar-se facilmente mortais
O experimento, feito no Instituto de Pesquisa Veterinária Harin (China), combinou o vírus H5N1, de gripe aviária (que é letal para humanos, mas não é transmitido facilmente), e o vírus H1N1, facilmente transmissível entre humanos.
Esse tipo de mistura ocorre naturalmente quando dois tipos de vírus infectam uma mesma célula e trocam material genético entre si, gerando "híbridos".
"Os estudos demonstraram que o vírus H5N1 tem o potencial de se tornar transmissível entre mamíferos ao se combinar com vírus influenza humanos", explica a pesquisadora Hualan Chen.
"Isso nos mostra que devemos dar mais atenção ao surgimento na natureza de tais vírus transmissíveis entre mamíferos para prevenir uma possível pandemia causada por vírus H5N1".
Embora tenha sido realizada em um laboratório com elevado nível de segurança, o experimento foi criticado por diversos cientistas, pois há o risco de amostras dos híbridos "escaparem" e iniciarem uma pandemia.
Em 2011, pesquisadores do Centro Médico Erasmo (Holanda) e da Universidade de Wisconsin (EUA) criaram uma versão do H5N1 que podia ser transmitida entre furões.
O estudo foi suspenso.
Resta saber se o mesmo acontecerá no caso atual.




Viajante do Tempo em fotografia de 1940



Notou algo estranho na foto? Algo fora de época?



A foto está exposta no virtual Bralorne Pioneer Museum, Canadá.


Reabertura da ponte de South Fork depois da inundação de novembro de 1940. Ponte South Fork, Gold Bridge, B.C., Canadá


A fotografia é autêntica e não sofreu manipulações, como sugere a Error Level Analysis, que analisa imagens para processos judiciais.
Entretanto,algumas pesquisas indicam que as roupas e óculos já existiam na época.

Uns óculos escuros, por exemplo, podem ser vistos no rosto da atriz Barbara Stanwyck no filme Pacto de Sangue (Double Indemnity), de 1944.

O que deixa em aberto a questão é que os óculos da atriz, por exemplo, são de 1944, e a foto do suposto viajante é de 1940.
O tipo de óculos também é diferente. O da foto tem as laterais fechadas, o da atriz não.
A menos que se consiga achar um modelo do mesmo tipo de óculos no mesmo ano da foto, as dúvidas persistem. É quase como tentar comprovar a existência de um modelo de um automóvel com outro parecido.

Em relação à máquina fotográfica, também não se consegue comprovar um modelo semelhante ao da foto. O melhor que as pesquisas conseguiram descobrir foi esta, mas é de 1946.

Quanto à roupa, já existiam modelos deste tipo na década de 40.
O que falta saber é se eram logo do início da década ou não.
Ainda assim, a roupa é o item que menos celeuma causa.

O campo magnético da Terra pode estar se preparando para uma inversão, diz pesquisa


Ao utilizar uma bússola fica fácil determinar corretamente os polos magnéticos da Terra, como o Norte e Sul. 
  Porém, se pudéssemos retornar ao tempo cerca de 780 mil anos atrás, descobriríamos que o polo norte de hoje indicaria a direção sul. Essa inversão nos polos magnéticos durante as eras, não é novidades para os pesquisadores, mas a pesquisa realizada por Peter Olson e Deguen Renaud, da Universidade Johns Hopkins (EUA), revelou que a inversão de polos se deve ao crescimento do núcleo da Terra e está se acelerando.
No período jurássico, por exemplo, os registros fósseis indicam que havia uma reversão dos polos a cada 1 milhão de anos. E atualmente essa reversão ocorre a cada 200.000 a 300.000 anos. No entanto, já se passaram 780.000 anos desde que ocorreu a ultima inversão, e não se sabe as causas desse atraso.
  Peter Olson e Deguen Renaud usaram em sua pesquisa um modelo numérico que revelou que o núcleo magnético da Terra está em crescimento desequilibrado, do contrário do que se pensava o núcleo, não é esférico; a parte leste é maior do que a parte oeste.
  O núcleo é a camada mais interna da Terra, dividida em uma parte sólida (núcleo interno) e a líquida (núcleo externo). A camada líquida composta por ferro metálico e outros elementos como enxofre, silício, oxigênio, potássio e hidrogênio, é a responsável por formar o campo magnético da Terra.
  Atualmente a posição do eixo do campo magnético se encontra cerca de 300 milhas a leste, diferente de 200 anos atrás, em que o eixo magnético estava localizado solidamente no hemisfério ocidental por pelo menos 10.000 anos. Na pesquisa também foi identificado que o núcleo interno do hemisfério oriental começou a crescer cerca de dois séculos atrás.
A mudança rápida entre o movimento do eixo da Terra entre o oeste e leste, na pesquisa de Olson e Deguen é suficiente para sugerir que uma inversão magnética já está em andamento, ou pelo menos tudo indica para isso.
Caso a reversão dos polos ocorresse agora, teríamos que enfrentar a perda da proteção magnética contra radiação solar, problemas de comunicação (perda de sinal), queda de satélites, além de problemas nas redes de energia.
Seria um caos também para os animais que ficariam desorientados como pássaros, abelhas, peixes que utilizam o campo de navegação, bem como tartarugas marinhas.


"Cidade Fantasma" aparece na China .



Imagine o susto dos moradores de uma localidade chinesa que, de repente, viram surgir uma miragem gigante de uma 'cidade fantasma' com torres e vegetação ao longo do rio Xin'an em Huanshan City no leste da China. A aparição surgiu no início do mês de junho após chuvas fortes e condições máximas de umidade do ar.
Na foto, você pode ver prédios altos, montanhas e árvores que parecem levantar-se através da névoa fantasmagórica que havia descido sobre o rio ao entardecer num local onde normalmente as pessoas só vêem a linha do horizonte.
Alguns moradores ficaram tão impressionados com a visão que chegaram a dizer que a cidade estaria submersa e que talvez pertença a uma possível civilização que fora perdida no tempo. Mas alguns especialistas, não acreditando em lendas e aparições fantasmagóricas, logo trataram de dar sua interpretação científica para o fenômeno.
Eles acreditam que a visão pode ter sido uma miragem - uma forma de ilusão comum em clima úmido. O fenômeno é causado quando a umidade do ar fica mais quente do que a temperatura da água, projetando imagens no ar. Normalmente, a miragem é tipicamente turva e brilhante, semelhante a uma reflexão vista na água.
Tudo bem que a ciência tem sempre explicação para tudo, mas a tal miragem chinesa impressiona como se fosse verdadeiramente "do outro mundo", não é mesmo? 

Fotos abaixo tiradas por moradores locais.




Ezeki Nunes. Tecnologia do Blogger.

Mapa de Visitantes