segunda-feira, 7 de outubro de 2013

A Nasa lançou um video sobre a rota do Cometa Ison, que poderá explodir ou vir diretamente pra Terra


A NASA lançou recentemente um vídeo, explicando por que o cometa ISON pode explodir, ou mesmo vir em direção da Terra.
Ou seja, que a rota do cometa e o destino do mesmo, a partir do dia 1º de outubro de 2013 é oficialmente desconhecida.
A explicação reside, em que em tal data, o cometa terá um encontro extremamente fechado com Marte.
Nessa passagem de raspão, o cometa será influenciado pelo campo gravitacional de Marte, pelo campo gravitacional de Fobos e de Deimos, o que pode fazer o cometa explodir ou desviar.
A maior problemática é o campo gravitacional das luas de Marte, visto que as luas marcianas possuem um formato irregular, que projetam um campo gravitacional irregular no espaço, o que pode causar sérios erros e problemas nos cálculos.
Outra problemática é a evaporação de substâncias e gêiseres na superfície, cuja pressão podem fazer o cometa desviar.


Atualmente, a NASA trabalha oficialmente com 3 cenários:

1) EPIC FAIL: O Cometa explode na passagem por Marte, e teremos uma chuva de estilhaços entrando no sistema solar interior, em velocidades de 40Km/s, tamanhos e direções desconhecidas. Isso inclui a direção da Terra.

2) CHIAR E QUEIMAR: Devido a aceleração em direção do Sol e erupção de geiseres na superfície, ele pode se desintegrar antes mesmo de chegar ao Sol. Não seria visível ao olho nú, e teria um destino igual ao do cometa Elenin, mas neste caso, se tornaria em 40 toneladas de meteoritos errantes, que podem cair em qualquer lugar.

3) FAZER HISTÓRIA: Seguir o curso normal e ser o cometa do século, mais brilhante que a lua cheia. Se caso isso acontecer, como ele é um cometa que vai passar muito rasante ao Sol, e há ainda três possibilidades.

a) EXPLODIR NO PERIÉLIO em 28 de novembro de 2013, e se tornar em uma chuva de meteoritos de altíssima velocidade, e de tamanhos e direções desconhecidas. Na pior das hipóteses, a Terra seria bombardeada com uma chuva de meteoritos a 47 km/s no Natal, entre 25 e 26 de dezembro de 2013.

b) IR EMBORA, deixando um rastro de fragmentos que será visto como chuva de estrelas cadentes em 14 e 15 de janeiro de 2014, podendo eventualmente causar problemas nos satélites de comunicação.

c) CAIR DENTRO DO SOL e explodir como uma bomba atômica.

Considerando a quantidade de cenários propostos, a verdade é que a NASA não tem certeza de nada que vai ocorrer com o cometa depois de 1º de outubro.

Ou seja, tudo pode acontecer, e eles não estão certos de nada.

É muito preocupante ouvir uma coisa destas da NASA.

Considere ainda que a pouco mais de 2 meses, a NASA lançou um vídeo, onde explica que o cometa pode se dividir e formar outros cometas menores e de trajetórias imprevisíveis.

SITUAÇÃO DE IMPACTO DIRETO DO COMETA ISON COM A TERRA

Energia liberada: 17 milhões de Megatons
Tamanho do cogumelo: 82 Km

Diâmetro da cratera: 73Km
Profundidade da cratera: 1Km
Duração da Explosão: 18 minutos
Efeitos: Tudo num raio de 200Km é vaporizado.
Luz liberada: Queimaduras de 3º grau estando a 800Km do impacto.
Terremoto: 9,4 na escala Richter no local do impacto
Som: No mínimo 60 decibéis estando em qualquer lugar do planeta.
Tsunami: 180 metros com velocidade Mach 8, podendo subir até montanhas se for próximo do impacto (500Km)







                        

0 comentários:

Postar um comentário

Ezeki Nunes. Tecnologia do Blogger.

Mapa de Visitantes