sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Conheça mais sobre Nemesis, ou Nibiru, Planeta X, Dark Star, Hercobolus ...conheça suas relações.




Já foi postado no Blog anteriormente, sobre a historica revelação que a Nasa, irá fazer no dia 06/10/13. O que não se sabe, é o que realmente a Nasa revelará. Com todo esse misterio em volta dessa divulgação, teorias conspiratorias não faltaram nos sites e blogs da Net. O que mais se comenta é o possivel anuncio da chegada de Nemesis, uma estrela anã-vermelha, estrela gemea porem muito menor que o sol, essa estrela estaria trazendo consigo um sistema solar, composto de 7 planetas, qual estaria um planeta 5 vezes ( Nibiru)maior que Jupter. Porem o que realmente é Nemesis ?? porque tem tantos nomes ... Nibiru, Dark Star,Hercobolus, Planeta X ... Para isso fiz este post, tentarei explicar, o diferentes nomes, porem todos tem apenas um Significado, em termos Científicos NEMESIS, O SEGUNDO Sol.
O texto ficou um pouquinho grande mais vale a pena ler.



"Segundo sol" e "Nibiru"   


Com relação a Nibiru, este termo aparece na mitologia mesopotâmica, nas tábuas de argila de Enuma Elish, o mito da criação babilônica. Nibiru está relacionado a um ponto do céu reconhecido como o deus Marduk, segundo a mitologia suméria. Nibiru tambem aparece na cultura Maia, onde os Annunnakis, provenientes do planeta Nibiru, vieram a terra em busca de minerios, e criaram o homo-sapiens ( nos humanos). De acordo com os escritos Maias, o Deus Bolon Yokte, voltaria no termino de 21/12/2012, junto com o planeta Nibiru. Usando metodos de desinformação, da informação,  lideres mundias conseguiram manipular  a data desde evento usando a midia para manipular informações incorretas, porem já tem muito mais que esconde, a data das teorias maias,  devem  se cumprir no fim deste ano de 2013.


"Segundo Sol" e "Planeta X" 

 
O "planeta X" é um  corpo celeste do sistema solar cuja órbita estaria além da de Netuno. Neste caso, X é a letra x (incógnita, em matemática) e não o número romano 10. Quando do surgimento desta conjectura, no século XIX, alguns astrônomos propuseram que irregularidades observadas na órbita de Netuno e de outros gigantes gasosos pudessem ser causadas por este planeta hipotético. Isto foi motivado pela descoberta do próprio Netuno, cuja órbita e massa foram previstas com base nas observações das perturbações orbitais de Urano. Para a maioria dos astrônomos, a hipótese do planeta X foi cabalmente rejeitada quando as missões das sondas Voyager e Pioneer permitiram recalcular as massas dos gigantes gasosos e não detectaram nenhuma forte atração gravitacional imprevista além da órbita de Netuno. Em maio de 2012, Rodney Gomes, astrônomo do Observatório Nacional, propôs através de revisões cálculos orbitais que há a possibilidade da existência de um astro quatro vezes maior e 1,5 mil vezes mais distante do Sol do que a Terra, interferindo em órbitas de objetos do cinturão de Kuiper.




"Segundo Sol" e "Hercobolus"


Hercólubus é um suposto planeta, descrito pelo autor Joaquín Amortegui Valbuena (conhecido pelo pseudônimo de V. M. Rabolú), em seu livro Hercolubus or Red Planet. Segundo ele, esse planeta estaria se aproximado perigosamente da Terra, como no passado, quando teria destruido Atlântida , que no caso era a Pequena Atlântida da qual Noé é um dos sobreviventes. Seu pai se chamava Lamec. É o bisavô do bíblico Nemrod. Também tem outras passagens mais antigas que se aproximam da Terra. Uma delas é a que submergiu o antigo continente da Lemúria e a Grande Atlântida. Seu nome é oriundo dos antigos sumérios que o chamavam de Ekolubus. 1 Rabolu alega que Hercolubus se aproximará novamente da Terra e que a única forma da humanidade se salvar do cataclismo seria a eliminação dos defeitos psicológicos e a projeção astral consciente. Rabolú também faz analogia com a bíblia, na qual supostamente há varias passagens narrando sobre este planeta, como no Apocalipse 8:11: "E o nome da estrela era Absinto, e a terça parte das águas tornou-se em absinto, e muitos homens morreram das águas, porque se tornaram amargas." Alguns, julgam que Hercolubus seria a estrela Barnard, o que na realidade não procede, pois tal estrela foi medida e sua distância é de 5,98 ± 0.003 anos luz da Terra.A esta distância ela deveria estar viajando a uma velocidade de 16 mil quilômetros por segundo (uma fração apreciável da velocidade da luz) para atingir a Terra em menos de um século, mais aproximadamente menos de cinco anos. Apesar de estar se aproximando da Terra, a estrela de Barnard vai estar em seu ponto mais próximo do Sol aproximadamente no ano 11.700, quando estará a cerca de 3,8 anos-luz.2 Esta distância é só um pouquinho menor que a distância da estrela mais próxima do Sol, Proxima Centauri, se encontra hoje. Segundo alguns autores é o planeta mais externo do Sistema Solar, tendo uma órbita aproximada de 6.666 anos terrestres.



"Segundo Sol" e "Nemesis"

 
Nêmesis, dentro da astronomia teórica, seria uma provável estrela companheira do Sol, fazendo do Sistema Solar um sistema binário de estrelas. Ao passo de que ainda não foi observada diretamente, Nêmesis seria uma estrela escura e pequena, talvez uma anã vermelha, com uma órbita dezenas, centenas ou até milhares de vezes mais distante que a de Plutão.1Uma outra hipótese levantada a respeito de Nêmesis é que a sua órbita ao redor do Sol dure algo em torno de 26 milhões de anos e que em determinado momento a estrela atravessa a Nuvem de Oort e arremessa bilhões de asteróides e cometas para todos os lados, muitos dos quais acabam vindo para o Sistema Solar e atingindo a Terra causando assim grandes extinções da vida no planeta, como por exemplo a extinção KT que ocorreu há 65 milhões de anos.A existência de Nêmesis é apenas uma teoria pouco provável, muito aceita a princípio, mas pouco provável pela ausência de um campo gravitacional que denunciasse a sua existência. Nêmesis é portanto mais um objeto hipotético do Sistema Solar.Em janeiro de 2010 entrou em operação o satélite Wise da Nasa, que está mapeando o céu todo em infravermelho. Com um campo de visão bem amplo e uma sensibilidade fantástica, o satélite tem por objetivo detectar mil anãs-vermelhas a distâncias de até 25 anos-luz da Terra.


Muitos nomes, apenas um significado.



0 comentários:

Postar um comentário

Ezeki Nunes. Tecnologia do Blogger.

Mapa de Visitantes